Notícias de Mercado

12/09/19

Supermercado reforça estoque em 30% para a Semana do Pescado

Em todo o Brasil é realizada a 16ª edição da Semana do Pescado, que segue até o dia 15 de setembro. E para a campanha, a rede de supermercados Bretas reforçou em 30% o seu estoque em comparação ao mesmo período de 2018.

 

O objetivo da ação é incentivar o consumo e a comercialização de peixe. Dados da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO/ONU) mostram que, na dieta do brasileiro são consumidos nove quilos por ano, mas o recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) é de 12 quilos anuais.

 

Ao longo da campanha, os pescados da rede Bretas estarão com desconto de 15% e 20%. Um exemplo é o quilo do peixe Pintado Amazonas que é vendido por R$18,99 e durante a ação poderá ser encontrado por R$15,99. O supermercado comercializa aproximadamente 16 toneladas por mês e espera um aumento significativo nas vendas durante a Semana do Pescado, que pode chegar a 30% se comparado com os outros meses do ano. Em Goiás, os peixes mais vendidos são o Pintado Amazonas, o Tambaqui, o filé de Tilápia e Piramutaba.

 

Semana do Pescado

 

A 16ª edição da campanha é organizada pelo Instituto ProPescado. O evento incentiva ações pra o aumento do consumo e das vendas de peixes e frutos do mar no Brasil. A iniciativa também visa ampliar o debate sobre o desenvolvimento brasileiro no setor que tem maior faturamento em todo o mundo. Em 2018, o Brasil produziu mais de 800 mil toneladas de peixes e camarões em cativeiro, segundo a Associação Brasileira da Piscicultura (PeixeBR) e a Associação brasileira de Criadores de Camarão (ABCC).

 

Escolha correta

 

A escolha pelo melhor peixe é a dúvida dos consumidores que querem consumir o produto com uma ótima qualidade. É importante lembrar que, de forma geral, o peixe fresco é aquele com aparência de vivo. Para os peixes congelados, é importante o cliente conferir a data de validade, se a temperatura do balcão do expositor atende o recomendado na embalagem e, principalmente, se o produto está rígido sem características de descongelamento.

 

Fonte: Jornal Goiás