Notícias de Mercado

23/08/19

Prezunic está entre as melhores empresas para trabalhar no Brasil

   
A rede de supermercados Prezunic está, pela 10ª vez, entre as 150 melhores empresas para trabalhar no Brasil, considerando todos os setores, segundo o ranking Great Place to Work. Levando em conta apenas o Rio de Janeiro, a companhia conquistou a 3ª colocação este ano, sendo a 1ª entre as varejistas cariocas.

 

A empresa se destaca por investir no desenvolvimento e bem-estar dos colaboradores, de acordo com Renato Lordello, diretor de Operações do Prezunic, com oportunidades de crescimento profissional e uma política de diversidade que garante chances iguais, independentemente de idade, gênero, etnia ou orientação sexual.


"Nosso maior patrimônio são as pessoas, sejam colaboradores ou clientes. Investimos na criação de oportunidades de carreira, numa comunicação transparente, na qualidade da formação e no incentivo ao autodesenvolvimento, com líderes próximos que sustentam a cultura da organização", afirma Lordello.
Os números justificam o resultado do Prezunic: 99% dos cargos intermediários e 95% das vagas de liderança são preenchidos por meio de seleções internas. Todos os gerentes de loja foram formados pela companhia, após ingressarem em cargos iniciais, e estão há pelo menos 14 anos na empresa. Ao todo, cerca de 6,5 mil pessoas trabalham em 30 lojas e um Centro de Distribuição.


"Nosso índice de turnover em 2018 ficou em 18% no geral, com menos de 5% em cargos de liderança, números bem inferiores aos do varejo carioca. Quase 85% dos nossos gerentes de loja estão conosco desde a fundação da empresa, há 17 anos", lembra Lordello.


Política de Diversidade e Inclusão


Outro ponto forte no Prezunic é a valorização da diversidade e da inclusão. Na rede carioca, as mulheres representam 56% do efetivo total e mais de 50% dos cargos de liderança. Destaque também para os 24% dos colaboradores com idade acima de 50 anos.


"O varejo requer atenção aos detalhes. Tem sido um sucesso investir na força feminina neste segmento, historicamente composto por homens. Da mesma forma, ter equipes experientes mescladas com jovens apresenta resultados muito positivos. Quanto mais diverso o time, mais inovação, debates produtivos e decisões acertadas", revela Ana Behrens, gerente de Recursos Humanos do Prezunic.


Um exemplo claro de inclusão é a recente implementação de entrevistas de emprego na Língua Brasileira de Sinais (Libras) para candidatos surdos. Recrutadoras do Prezunic foram capacitadas em Libras, visando criar condições adequadas aos deficientes auditivos e melhorar suas chances de sucesso durante o processo de seleção.


Investimento em capacitação


Foi criado, ainda, um curso interno de Libras disponível para todos os colaboradores no Campus Cencosud, sistema e-learning que promove capacitação e formação profissional constante com foco em liderança, atendimento ao cliente e cuidado com produtos perecíveis. Ao todo, estão disponíveis cerca de 90 cursos na plataforma, inaugurada em março de 2017. Até o fim do ano passado, foram contabilizadas cerca de 60 mil horas de capacitação.


Em capacitação e desenvolvimento de talentos, o Prezunic também se destaca com sua Loja Formadora, na Barra da Tijuca, onde são treinados novos colaboradores, recém-promovidos ou aqueles que necessitam de reciclagem. Durante o período de capacitação, cada um é acompanhado por um tutor formado, com rotas técnicas e comportamentais definidas e mensuráveis.


"Tudo isso tem como objetivo sermos a melhor experiência de compra para nossos clientes. Ter pessoas certas no lugar certo é o primeiro passo, depois é comunicar, formar e apresentar consistência entre o que se fala e o que se faz. O resultado é bom para todos: colaboradores e clientes", conclui Lordello.

 


Fonte: Assessoria de Comunicação do Prezunic