Notícias de Mercado

22/10/19

Pela primeira vez a nossa Black Friday será diferente

Os brasileiros estão aprendendo o verdadeiro significado da Black Friday e já sabem que os descontos não acontecem apenas próximos à data comemorativa, próximos a última sexta-feira de novembro. O que fará deste ano um ano diferente pela primeira vez no Brasil será as vendas nas lojas físicas, lojas de ruas e de shopping centers. A expectativa é que as vendas em lojas físicas sejam iguais ao do comércio eletrônico, valorizando as vendas com a presença de vendedores. Essa expectativa é o resultado de uma pesquisa feita pelo Google em parceria com a consultoria Provokers.

 

Importante lembrar que a Black Friday este ano acontecerá no dia 29 de novembro, uma sexta-feira, sempre na última sexta do mês de novembro. Com origem nos Estados Unidos, este evento acontece um dia após o feriado de Ação de Graças. O foco lá é limpar o estoque para as lojas físicas receberem novos produtos para o Natal. No Brasil o evento é recente, começou em 2010 com foco nas vendas pela internet sendo a principal data para os e-commerces brasileiros. E ainda, os brasileiros já perceberam que as promoções não acontecem apenas na data do evento, podem começar no início do mês e na sua maioria dura a semana toda do dia da comemoração – de segunda à sexta-feira.

 

Outro fator que pode ajudar nas vendas é o aplicativo para smartphones, um canal muito procurado pelos consumidores. Segundo a pesquisa feita pelo Google, a previsão é 36% dos internautas comprem através de app nesta Black Friday. Lembrando que as promoções são válidas para empresas do varejo e também de serviços. Escolas e faculdades, cursos livres, manutenção de residências e escritórios, salões de beleza, pet shops e outros também podem e devem aproveitar esta data para venderem mais e divulgarem os seus serviços.

 

O segredo do sucesso é o planejamento, o quanto antes ter estruturado e planejado como será a campanha, maior o resultado em vendas e fidelização de clientes. O treinamento da equipe de vendas e atendimento é tão importante quanto o desconto; lembre-se que uma equipe qualificada e motivada é um dos melhores investimentos que uma empresa pode fazer para crescer. No Brasil este evento recebeu um apelido carinhoso de “Black Fraude” por descontos que não são reais, considerados propagandas enganosas, e só no ano passado o Procon recebeu mais de cinco mil reclamações.

 

Dicas para quem quer vender mais ou comprar na Black Friday:

 

– Os clientes pesquisam na internet antes de comprar.

 

– Pelo histórico de promoções nos anos anteriores, muitos clientes suspeitam da veracidade da promoção e dos descontos. Alguns até pesquisam os preços antes dos descontos e depois para comparar.

 

– Se a sua empresa tem multicanais de vendas como por exemplo e-commerce e lojas físicas, ofereça a opção de comprar online e retirar na loja física. Temos que seguir a tendência e o comportamento dos clientes, é o que muitos querem. Quando os clientes optam pela retirada de produtos na loja, é uma chance para os vendedores treinados e preparados de venderem mais produtos ou serviços, como por exemplo garantia estendida.

 

– Cuidado com os golpes de “bandidos” que aproveitam o desespero de muitos para venderem produtos usando marcas conhecidas. A data é conhecida pelas promoções, mas não existe milagre, isso é, desconfie se os preços estiverem muito abaixo do normal. Ligue na loja pelo 0800 em pesquisa pelo Google e nunca pelo telefone recebido no e-mail marketing.

 

– As lojas precisam vender, mas antes da venda é preciso manter o cliente fiel e sempre comprando. Clientes que compram por impulso, pela data ou pelos descontos, ao se arrependerem desconfiam e culpam as empresas. Neste caso, quando acontece, a empresa perde o cliente que não compra mais.

 

Jaques Grinberg é consultor de empresas e palestrante especialista em Coaching de Vendas, MBA em Marketing na Fundace USP e curso de Gestão de Pessoas no IBMEC.

 

Fonte: R7