Notícias de Mercado

30/09/19

Canudos comestíveis são nova opção sustentável em Fortaleza

O debate a respeito do uso de canudos plásticos vem sendo ampliado diariamente, estimulando a reflexão do mercado e dos consumidores. Em meio ao tema, estabelecimentos da Capital buscam se adequar às questões de sustentabilidade. Uma nova opção chegou ao comércio de Fortaleza: os canudos comestíveis.

 

Disponível em mais de 20 países, a novidade chegou ao Brasil no início do ano. Em Fortaleza, o Imprensa Café, situado na avenida Desembargador Moreira, já oferta a inovação aos clientes. Servidos com bebidas geladas, eles levam aproximadamente 30 minutos para se desmanchar e não alteram o sabor do líquido.

 

Cada unidade possui, em média, 20 calorias e é feita de açúcar, amido de milho e gelatina. Para Val Passos, chefe do Imprensa Café, a temática é prioritária. “O Imprensa Café tem o conceito de ser ecologicamente correto, respeitando o meio ambiente e se adequando a atual geração”, afirma. Além do material comestível, há também canudos de papel.

 

Projeto de Lei

 

A Câmara Municipal de Fortaleza aprovou, no último dia 11, um projeto de lei que proíbe os canudos plásticos em pontos comerciais. Restaurantes, bares, hotéis, quiosques, padarias, barracas de praias e demais estabelecimentos que façam uso do utensílio terão de se adequar à medida, caso o projeto seja sancionado pelo prefeito Roberto Cláudio.

 

A lei visa, principalmente, diminuir o impacto ambiental causado pelo descarte e uso inapropriado do produto. Esses pequenos cilindros podem levar até 500 anos para se desintegrar completamente na natureza e acabam sendo ingeridos por animais, prejudicando o equilíbrio do meio ambiente.

 

Fonte: O Povo