Notícias de Mercado

29/08/19

Black Friday e Semana do Brasil: A partir de 2019, o país conta com dois grandes eventos

A Black Friday 2019 já tem data marcada e está gerando grande expectativa de vendas, tanto no e-commerce quanto nas lojas físicas do país, mesmo com o recente lançamento da Semana do Brasil, que deve acontecer entre os dias 6 e 15 de setembro.

 

Quem está pensando em aproveitar as ofertas da Black Friday 2019 ou da Semana do Brasil para fazer boas compras, deve tomar certos cuidados e analisar todas as oportunidades para economizar.

 

Pesquisar valores de produtos antes da promoção, estipular um orçamento para gastar no evento e prever o uso de cupons de desconto, são algumas das recomendações para quem quer tirar o melhor proveito dessas ações promocionais.

 

O que é a Semana do Brasil?

 

A Semana do Brasil é um evento nos moldes da Black Friday, criado recentemente pelo governo federal para aquecer as vendas de setembro, considerando que, historicamente, nesse mês o consumo tende a ser menor em vários segmentos de mercado.

 

Como as notícias sobre a Semana do Brasil, que irá ocorrer entre 6 e 15 de setembro, começaram a circular em meados de julho, é possível que o evento ainda não atinja tanta representatividade nessa primeira edição, considerando o prazo justo para planejamento e realização das ações promocionais.

 

Ainda assim, é um passo importante para o aquecimento da economia, com grande potencial para impulsionar vendas e permitir que os consumidores adquiram produtos e serviços a preços diferenciados.

 

Quando é a Black Friday 2019?

 

A Black Friday 2019 foi definida para o dia 29 de novembro. Com a data já programada, lojistas de todo o país já estão preparando as ofertas para apresentar durante o evento.

 

De acordo com Elvio Cleon do Amaral, fundador da startup Descontos Top, que fornece cupons de desconto das principais lojas do Brasil, alguns e-commerces começam a praticar preços especiais antes mesmo da data programada para o evento.

 

“É possível encontrar até mesmo promoções desde a segunda-feira que antecede o evento”, revela Elvio.

 

O fundador da startup ainda reforça que não há riscos em aproveitar as promoções antes da sexta-feira.

 

“As lojas que costumam antecipar esses descontos também oferecem aos consumidores o compromisso de devolver o dinheiro, caso eles encontrem o mesmo produto com preço ainda mais baixo na própria loja durante a Black Friday”, comenta Elvio.

 

Isso significa que aproveitar as promoções de antecipação da Black Friday também vale a pena.

 

Além disso, muitas lojas estendem os descontos da Black Friday durante o final de semana. E para concluir a rodada de promoções, também é possível aproveitar as ofertas da Cyber Monday, que ocorre na segunda-feira posterior à Black Friday.

 

Para lojistas de todo o país, o planejamento da Black Friday começa meses antes do evento. Segundo David Dias, que atua com assessoria de SEO (Search Engine Optimization ou Otimização para Mecanismos de Busca), as lojas começam a trabalhar com meses de antecedência para oferecer uma ótima experiência de compra para os consumidores.

 

“Além do planejamento de compras, logística e precificação, as lojas se empenham em melhorar os seus sites para que os consumidores tenham uma ótima experiência de compra durante o evento. Além disso, as empresas se esforçam para conseguir as primeiras posições nos buscadores, como o Google, apostando nas palavras-chave com maior potencial de geração de vendas”, reforça David Dias.

 

Como Aproveitar as Ofertas da Black Friday?

 

Comprar por impulso, gastar mais do que deveria e não pesquisar, estão entre os erros mais comuns dos consumidores que se deparam com grandes ofertas. Sendo assim, para aproveitar as melhores promoções da Black Friday 2019, é interessante seguir as dicas abaixo:

 

1. Lista de produtos

 

Não ter uma lista de produtos que você precisa e pretende comprar é um grande erro. Durante a Black Friday 2019, haverão muitas ofertas tentadoras, que poderão levar seu dinheiro, gerando compras desnecessárias.

 

Para evitar esse tipo de problema. é ideal que o consumidor crie uma lista de produtos que deseja comprar, classificando-os por prioridade.

 

2. Orçamento para compras

 

Saber exatamente quanto pode gastar na Black Friday ajuda o consumidor a fazer escolhas mais assertivas, então é ideal que o comprador defina um orçamento para as compras e inclusive pense no que será comprado à vista e o que será parcelado.

 

3. Planejamento de contas futuras

 

Exagerando nas compras da Black Friday, o consumidor pode comprometer o orçamento para contas futuras, então sempre é importante lembrar das tradicionais despesas de início de ano, como:

 

·         Material escolar

·         Matrícula escolar

·         Uniforme escolar

·         IPVA

·         Seguro obrigatório de veículo

·         IPTU

·         Viagem de férias

 

4. Pesquisa de preço antecipada

 

Fazer pesquisas de preços antes da Black Friday pode fazer muita diferença, portanto é ideal que o consumidor verifique com, ao menos, um mês de antecedência os valores dos produtos que pretende comprar e anote esses valores em uma planilha eletrônica ou papel.

 

Assim, saberá se o preço da Black Friday realmente está atrativo ou se pode adiar a compra para outro momento mais oportuno.

 

5. Sites e grupos de cupons de desconto

 

Pesquisar com antecedência os principais sites de cupons de desconto também é uma ótima prática a ser adotada, pois isso certamente irá agilizar as compras e a captura de descontos no dia da Black Friday.

 

Sites como o Descontos Top oferecem vários canais de comunicação com os clientes, inclusive grupos de WhatsApp.

 

“Fazer parte de grupos de WhatsApp especializados em cupons é uma alternativa interessante para obter ótimas promoções da Black Friday. Os consumidores podem também se inscrever em sites que oferecem cupons de desconto para receber os melhores descontos por e-mail”, explica Elvio.

 

Essa dica é valiosa, pois a maioria das grandes lojas usam os sites de cupons como aliados para divulgar descontos secretos e atingir os clientes adeptos dessa modalidade de pechincha virtual.

 

Sendo assim, é de extrema importância que o consumidor encontre fontes confiáveis para adquirir cupons de desconto. Com isso poderá economizar muito, sem correr riscos.

 

Fonte: Dino