Notícias de Mercado

23/09/19

Bahamas é Top Of Mind em três categorias

Quando o assunto é supermercado, o Bahamas é praticamente uma unanimidade entre os juiz-foranos. Vitorioso em todas as edições do prêmio Top Of Mind nesta categoria, este ano não foi diferente: o grupo foi o mais lembrado por 82% do público ouvido pela pesquisa.

 

Mas não para por aí. O Bahamas alcançou a conquista inédita de ser campeão três vezes nesta edição. Além do prêmio como supermercado, foi o mais lembrado nas categorias “loja de artigos para churrasco” (61,9%), com a bandeira Empório, e “mercado atacadista” (46,2%), com o Bahamas Mix.

 

Na avaliação do CEO do grupo Bahamas, Jovino Campos, as conquistas são reflexo de muito trabalho. “Ficamos muito felizes com estes resultados. Trabalhamos muito para isso, evoluindo a cada ano, trazendo inovações e modernizando nossas lojas.”

 

Para ele, ser a marca mais lembrada em três categorias mostra o retorno positivo dos consumidores à personalização oferecida pelas seis bandeiras da rede. “É uma grande satisfação, porque sentimos o reconhecimento do público em relação ao nosso trabalho. Criamos diferentes modelos de loja para melhor atender nossos consumidores no seu momento de compra. Se eles buscam maior variedade, vão ao hipermercado. Se querem preços agressivos, ao Mix. Rapidez e praticidade, ao Express.”

 

Segundo ele, a proposta é oferecer produtos e atendimento de acordo com a demanda de cada cliente. “A nossa ideia foi personalizar cada bandeira para atender às necessidades do público, que mudam conforme o momento. O mesmo consumidor frequenta as nossas diferentes lojas.”

 

As bandeiras da rede são Bahamas Hiper, Bahamas Supermercado, Bahamas Mercado, Empório Bahamas, Bahamas Mix e Bahamas Express.

 

Consolidação

 

A consolidação do projeto das bandeiras do Bahamas está evidente na pesquisa Top Of Mind deste ano, que, pela primeira vez, incluiu as categorias “loja para artigos de churrasco” e “mercado atacadista”. O reconhecimento é fruto de um trabalho iniciado há alguns anos, conforme relembra Jovino.

 

A primeira loja Empório Bahamas foi aberta em 2005, na Avenida Rio Branco 2.872, no Centro. A bandeira trouxe aos consumidores produtos diferenciados apresentados em seções específicas. No caso de artigos para churrasco, este modelo de loja apresenta desde cortes mais nobres até cervejas especiais, passando por utensílios e outros tipos de bebida.

 

Desde então, foram criadas mais três unidades na cidade: na Rua Santo Antônio, também no Centro, e nos bairros Cascatinha e São Mateus. No caderno de ofertas do Empório Bahamas, uma série de produtos diferenciados é apresentada aos consumidores, que ainda podem conferir receitas de chefs de cozinha; dicas de sommeliers e nutricionistas; ideias de harmonização de pratos e bebidas; dentre outros conteúdos exclusivos.

 

Já a bandeira Mix contempla o modelo atacarejo de negócios. O Bahamas foi a primeira rede de supermercados a trazer este formato para Juiz de Fora, com a inauguração, em 2008, da unidade localizada na Avenida Deusdedit Salgado 4.992, Bairro Salvaterra.

 

Este modelo tem a proposta de atender os consumidores juiz-foranos e dos municípios do entorno para as compras no varejo e atacado. Por isso, as unidades são localizadas em pontos estratégicos de entrada e saída da cidade. Além do Bairro Salvaterra, hoje a rede está presente com esta bandeira nos bairros Grama, Jóquei Clube e São Pedro.

 

Pronto para crescer mais: rede encerra o ano com 56 lojas

 

O grupo Bahamas irá encerrar 2019 com 56 lojas. Só este ano, serão seis novas unidades e a reinauguração de uma já existente. O investimento para a realização deste trabalho foi de, aproximadamente, R$ 100 milhões.

 

No cronograma de inaugurações até dezembro estão três lojas Bahamas Mix no formato compacto, sendo uma localizada na Avenida Presidente Juscelino Kubitschek, na Zona Norte de Juiz de Fora, e as outras nos municípios de Ituiutaba e Monte Carmelo. Também está agendada a abertura da segunda unidade do Bahamas Express em Uberlândia.

 

Além destas quatro novas lojas, a rede já abriu este ano outras duas: o Bahamas Supermercado, no Bairro Santa Terezinha, em Juiz de Fora, e a primeira unidade do Bahamas Express em Uberlândia.

 

Ainda dentro dos investimentos para 2019 consta a reinauguração da loja localizada no Bairro Fábrica, em Juiz de Fora. A unidade sofreu uma transformação de loja de varejo para atacarejo, triplicando a área de vendas.

 

Desta forma, o grupo terminará o ano com 24 lojas em Juiz de Fora, onde soma mais de cinco mil funcionários. A marca também está presente em outros 14 municípios mineiros, sendo dez na região da Zona da Mata e quatro no Triângulo. No total, a rede emprega mais de oito mil trabalhadores.

 

Crescimento

 

Todo este trabalho de expansão acontece em meio à crise econômica que o Brasil atravessa, responsável por uma perda significativa de empresas e empregos do comércio em todo o país. O segredo para o Bahamas continuar crescendo diante da adversidade inclui planejamento, organização e muito trabalho.

 

De acordo com Jovino, é necessário continuar investindo mesmo em momentos de retração econômica. “A crise é uma situação momentânea, que vai passar, e nós estamos preparados para quando isso acontecer”, ressalta. “Não podemos parar de investir. É preciso entender que o retorno dos investimentos realizados agora não virá em curto prazo. Mas nós trabalhamos com os olhos voltados para o futuro.”

 

Em 2020, JF ganhará três novas lojas

 

O olhar direcionado para o futuro já planeja o trabalho que será desenvolvido em 2020. A princípio estão previstos R$ 100 milhões em investimento para a abertura de oito lojas. Destas, três serão localizadas em Juiz de Fora.

 

Uma delas será o Bahamas Express na Avenida dos Andradas, no Morro da Glória. “Esta é uma bandeira que se tornou tendência nos grandes centros e nós trouxemos para cidade em 2018, com a abertura da primeira unidade no Pátio São Vicente. É uma loja compacta, direcionada para compras rápidas”, explica Jovino.

 

Também será construído um Bahamas Mix no Bairro Retiro. “Como a ideia desta bandeira é estar próxima às entradas e saídas da cidade, nós identificamos que faltava a nossa presença naquela região.”

 

A terceira unidade será localizada no Bairro Manoel Honório, onde funcionava o clube Montesinas. “Ali será erguido um empreendimento comercial do qual nós faremos parte com uma loja de supermercado.”

 

As demais lojas serão construídas em Uberaba, Uberlândia, Frutal, Patos de Minas e Araxá.

 

Trajetória

 

Se olhar para o futuro é necessário para planejar o crescimento com cuidado e organização, voltar ao passado é a motivação necessária para seguir em frente com coragem. É por isso que em uma conversa sobre negócios com o empresário Jovino Campos, ele sempre relembra com gratidão o início da trajetória do Bahamas.

 

“Paulo (Roberto Lopes) e eu começamos com um bar em 1983. Não tínhamos ambição de chegar aonde chegamos. Fomos aprendendo a trabalhar e estamos trabalhando até hoje. A vida é um grande aprendizado”, diz. “Mas sempre fomos otimistas e acreditamos muito no nosso negócio, isto foi fundamental para que o Bahamas crescesse numa velocidade maior do que muitos concorrentes e continuasse no mercado. Existimos há 36 anos, e não somos uma empresa jovem. Nesta trajetória, vimos muitas empresas que começaram com a gente fecharem as portas. É preciso acreditar e inovar sempre.”

 

Relação com os clientes vai além das lojas

 

O relacionamento com o público é um dos principais focos do trabalho do grupo Bahamas. “Para nós é importante o reconhecimento dos consumidores com relação ao que fazemos no dia a dia. É nosso dever fazer o máximo para agradar nossos clientes”, garante Jovino.

 

Por isto, esta relação vai muito além da prestação de serviços nas lojas. “Oferecer produtos e vender barato são coisas que qualquer lugar pode fazer. O diferencial é o relacionamento com o público e, por isso, nos envolvemos com a comunidade também fora das lojas por meio de ações de esporte, lazer e solidariedade. Esta integração permite retornar para nossa cidade todo o carinho que ela nos proporciona.”

 

Fonte: Tribuna de Minas