Notícias de Mercado

28/06/19

Após a disseminação de aplicativos de delivery, supermercados aderem a tecnologia

Segundo pesquisa divulgada nesta segunda-feira (24), Ibope Conecta revela um aumento de 15% no uso de aplicativos para compras em supermercado, 71% dos internautas já utilizam aplicativos, em comparação com 56% no mesmo período do ano passado. 

 

Nesta esta onda de crescimento mobile, o grupo GPA - que é dono das marcas Pão de Açúcar e Extra no país, adquiriu a startup James Delivery. A aquisição já dá provas que foi um tiro certeiro por parte do grupo, pois em menos de 3 meses de funcionamento já representa 40% dos pedidos online realizados nas 14 lojas atendidas em São Paulo.

 

Outras gigantes do varejo também estão atentas ao momento e correm para não ficar para trás. O grupo Carrefour intensifica investimentos em tecnologia, pensando em resolver dores do mercado tradicional e aumentar sua presença mobile. 

 

De acordo com Thales Maia, diretor da Biz Store, empresa especializada em desenvolvimento de aplicativos, a procura por criação de apps próprios aumentou acentuadamente, o mesmo acredita que este cenário está ligado às altas taxas cobradas por alguns players. Maia, reforçou que algumas recomendações são fundamentais para o sucesso de um aplicativo.

 

Segundo Maia, "Não é simplesmente desenvolver um aplicativo, o empresário precisa atentar-se a pontos que farão com que o app, tenha de fato desempenho positivo."

 

Maia ainda listou alguns pontos que requer atenção do empresário na hora de estruturar e desenvolver um aplicativo:

 

Facilidade de navegação:  aqui está um dos pontos mais importantes para os usuários. Além de ser intuitivo, é fundamental que a app não ocupa muita memória no celular.

 

Programa de fidelidade: outro atrativo para manter o usuário ativo no app. Esta estratégia, além de trazer fidelidade, também gera engajamento entre os usuários.

 

Por fim, Maia afirma que manter processos simples na hora do cliente pagar, ajuda e muito a evitar que o usuário feche o aplicativo sem finalizar a compra.

 

Ainda sobre a pesquisa, outros números impressionam:

 

90% dos usuários que possuem algum aplicativo de supermercado, já fizeram a compra de um produto após receber a oferta pelo smartphone.

 

Os famosos vouchers, que comumente são explorados pelos aplicativos de alimentação (restaurantes, lanchonetes, etc.), também é uma arma poderosa para incentivar o consumo junto aos supermercados. Afinal, quem não gosta de receber 10, 20 ou 30 reais de bônus?

 

63% já compraram mais de uma vez.

 

Outro aspecto muito buscado por donos de negócios é atingir recorrência de compra. E levando em consideração a pesquisa, percebemos que a estratégia de ter um aplicativo ajuda o estabelecimento a ter esta recorrência.

 

Quando o assunto é aumento de receita por parte dos lojistas, o uso do aplicativo como forma de mais um canal de venda é assertivo. No caso de supermercado, o uso do aplicativo evita que os usuários fiquem em filas, elimina estresse com deslocamento e trânsito e outras dores de cabeça.

 

Maia ressalta que em alguns casos, o ticket médio de compra é maior no aplicativo do que na loja física do supermercado.

 

Hoje a Biz Store propõe diversas soluções em desenvolvimento de aplicativos e com diversos cases de apps desenvolvidos para o varejo.

 

Fonte: Terra