Notícias de Mercado

20/12/18

ABC: Cesta básica fecha 2018 com inflação de 1,5%

O custo anual da cesta básica cresceu 1,52% em relação a 2017, de R$ 576,51 para R$585,31. Foi o que mostrou a pesquisa produzida pela Craisa (Companhia Regional de Abastecimento Integrado de Santo André). Segundo levantamento divulgado na última quarta-feira (19/12), entre os 34 produtos que compõe a cesta básica, a cebola continua como o produto de maior variação, alta de 29% com preço que chegou ao preço médio de R$ 3,14 o quilo. Embora tenha apresentado queda de 3,7% em relação ao mês de novembro, outro item que fechou a conta em alta foi o tomate, que chegou a R$ 7,72 no mês onze e fechou o ano a R% 7,44.

 

“Com a safra da cebola que chegou do Sul, o valor do frete contribuiu para que o valor da cebola subisse, mas agora o preço tende a cair”, avalia o engenheiro agrônomo da Craisa e responsável pela pesquisa, Fábio Vezzá de Benedetto. Sobre o tomate, explica que o fruto é sensível a climas instáveis e, por este motivo, há períodos do ano em que a safra é prejudicada e o preço sobre. “Agora no verão, nos dias de chuva, a lavoura é a principal afetada por ataque de fungos. O item deve ter altas agora no verão mas, em climas estáveis, a previsão é que se normalize”, acrescenta.

 

Descontos

 

Para as festas de fim de ano, a dica do agrônomo é que as famílias optem por frutas tropicais da estação, com caroço (comuns no período), entre elas: ameixa, melancia, melão, nectarina e pêssego. “As frutas com caroço normalmente ganham um desconto na época e batem de frente com a disponibilidade de outras que amadurecem tardiamente”, explica. Outra dica para o período é aproveitar os descontos nas castanhas, nozes e sementes.

 

Fonte: Repórter Diário