Notícias de Mercado

19/07/19

57% das vendas no e-commerce de moda no primeiro trimestre foram feitas por mulheres

De acordo com o relatório de moda referente ao ano de 2018 desenvolvido pela Social Miner, nos primeiros três meses do ano passado, 57% das vendas dentro do segmento Moda e Acessórios se destinou às mulheres. Além disso, os dados utilizados pelo relatório (provenientes do estudo Webshoppers da Ebit/Nielsen) mostram que o comércio online segue em ritmo de crescimento.

saiba mais

 

Tendências diferenciadas no mundo da moda impulsionam vendas aquecidas

 

Em 2018, o varejo online faturou R$53,2 bilhões, uma alta nominal de 12% em relação ao ano anterior. Os comerciantes que possuem empreendimentos ligados ao segmento de Moda e Acessórios (roupas, sapatos, lingeries e cinta modeladora, por exemplo) comemoraram o fato de o setor ter concentrado 5,6% de todo esse ganho, estando em segundo lugar no ranking das categorias mais procuradas e pedidas pelos consumidores, com uma representatividade de 13,5% aproximadamente.

 

Comerciantes devem suprir as demandas de seu público

 

As marcas do setor Moda e Acessórios devem permanecer atentas às principais demandas de seus consumidores, o que eles mais pesquisam dentro dos sites, seu perfil e comportamento de consumo. Esse acompanhamento frequente pode ser crucial na hora de traçar novas estratégias de venda e fidelizar o público-alvo da empresa.

 

2019 aponta para cenário mais positivo em relação ao comércio e varejo online

 

No primeiro semestre de 2019, de acordo com pesquisa realizada pelo Empresômetro, o crescimento do comércio online foi de mais de 8% em relação a 2018, o que representa um total de 72 mil novos negócios apenas neste ano. São empresas que visam, principalmente, a venda de roupas e acessórios, já que os produtos incluídos nessa categoria são os mais procurados. Por outro lado, o crescimento da concorrência exige dos comerciantes mais dedicação e comprometimento.

 

Só no dia dos namorados, o faturamento do comércio eletrônico subiu quase 25% em relação ao mesmo período no ano anterior, o que representa R$2,2 bilhões de acordo com dados da Ebit. Ainda que o tíquete médio tenha sofrido uma pequena retração (17%), o número de pedidos chegou aos 5,7 milhões, um aumento de 50%. A categoria Moda e Acessórios, especificamente nessa data, representou 18% das compras.

 

Cinta modeladora Yoga traz diversos benefícios ao corpo

 

A cinta modeladora Yoga é muito indicada pelos médicos para auxiliar no processo de recuperação após cirurgia plástica e cirurgia cesariana. Além de ajudar na cicatrização, fornece sustentação e mais segurança aos movimentos realizados no dia a dia. A cinta também traz resultados muito positivos para quem busca afinar a silhueta e corrigir a postura, conquistando um corpo mais elegante e esguio.

 

A Yoga Distribuidora trabalha em parcerias com profissionais da área de saúde, como fisioterapeutas e médicos, com o objetivo de desenvolver materiais, modelos e produtos que promovam a saúde e o bem-estar de seus clientes.

 

O tecido é de fabricação exclusiva da Yoga Distribuidora, e, além de oferecer a compressão ideal (sem apertar) e constante, absorve todo o suor, mantendo a temperatura do corpo e incentivando a circulação sanguínea nas camadas mais superficiais da pele. Importante salientar que a cinta modeladora Yoga não limita e nem dificulta os movimentos do corpo.

 

Fonte: Terra