Notícias de Mercado

18/01/19

Varejo paulistano sobe 3,6% na primeira quinzena do ano

As vendas no comércio varejista da capital paulista tiveram crescimento médio de 3,6% nos primeiros quinze dias de janeiro de 2019 em relação a igual período do ano passado, de acordo com a Associação Comercial de São Paulo (ACSP).

 

Em contrapartida, na comparação com a primeira quinzena de dezembro de 2018, o volume de vendas na cidade de São Paulo teve recuo médio de 36,6%, o que é considerado dentro da sazonalidade pela instituição.

 

De acordo com a ACSP, a expansão das vendas do varejo nos primeiros quinze dias deste ano no confronto com o mesmo período do ano passado foi impulsionada pela modalidade à vista, com alta de 4,6%. Já as vendas a prazo subiram 2,6% no período.

 

O presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), Alencar Burti, afirma que o sistema de vendas à vista, que abrange principalmente compras de menor valor, tem sido beneficiado pelas altas temperaturas neste início de ano, que estimulam a comercialização de produtos como roupas e calçados da moda primavera-verão, adereços, artigos de praia, e também de bronzeadores.

 

“Em virtude do forte onda de calor, categorias de bens duráveis como ventilador e aparelho de ar condicionado têm tido bastante procura, elevando as vendas feitas a prazo, mesmo com elevadas tributações incidentes sobre esses produtos”, disse o dirigente.

 

Além disso, a entidade também explica que a queda registrada no volume de vendas nos primeiros quinze dias em relação à primeira quinzena de dezembro está dentro da normalidade, já que no último mês do ano há um avanço no volume comercializado por causa da injeção do décimo terceiro salário e também do período natalino.

 

Ainda de acordo com o levantamento realizado pela entidade, no período, houve queda de 44,1% no volume de vendas à vista e de 29,1% nas compras realizadas de forma parcelada.

 

Fonte: DCI