Notícias de Mercado

21/11/18

São Paulo registra saldo positivo de 3,5 mil empregos

Pelo segundo mês seguido o varejo paulista gerou empregos com carteira assinada. Em setembro foram 3.554 empregos a mais, resultado de 72.620 admissões e 69.066 desligamentos. Com este desempenho o estoque ativo do comércio varejista do Estado de São Paulo atingiu 2.067.721 vínculos empregatícios ativos.

 

Os dados são da Pesquisa de Emprego no Comércio Varejista de São Paulo (PESP) da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). O resultado foi puxado pelos supermercados (+1.679 vagas) e pelas lojas de eletrodomésticos, eletrônicos e lojas de departamentos (+743 vagas).

 

Já a maior redução ocorreu nas concessionárias de veículos (-190 vagas). No ano, há redução de 21,5 mil empregos no total do setor avaliado.83% deste saldo negativo provém do varejo de vestuário, tecido e calçados.

 

No acumulado de 12 meses houve praticamente uma estabilidade de empregos, com apenas 1,7 mil vagas. Enquanto há bons resultados nos supermercados e nas atividades de eletrodomésticos, eletrônicos e lojas de departamento, há significativa perda de postos de trabalho nas lojas de vestuário, tecido e calçados.

 

Em relação ao comércio atacadista, o mercado de trabalho formal também cresceu. Em setembro foram 714 postos de trabalho criados, resultado de 14.661 admissões e 13.947 desligamentos. Com isso, o setor registrou 505.156 vínculos empregatícios ativos, maior patamar desde setembro de 2015. Os melhores desempenhos foram de máquinas de uso comercial e industrial (+308 vagas) e atacado de eletrônicos e equipamentos de uso pessoal (+219 vagas).

 

Fonte: DCI