Notícias de Mercado

25/03/19

Intenção de consumo das famílias cai 0,4% em março ante fevereiro, diz CNC

Os brasileiros ficaram menos propensos às compras em março, segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). A intenção de consumo das famílias caiu 0,4% em relação a fevereiro, após quatro meses de altas consecutivas.

 

O recuo foi puxado pela queda de quatro dos sete componentes da pesquisa: Momento para Aquisição de Bens Duráveis (-2,4%), Nível de Consumo Atual (-1,5%), Perspectiva Profissional (-0,8%) e Emprego Atual (-0,2%).

 

Na comparação com março de 2018, o ICF está 11,4% mais elevado em março deste ano, com resultados positivos disseminados entre todos os componentes. Os destaques foram os avanços no Nível de Consumo Atual (+19,5%) e Perspectiva de Consumo (+19,0%).

 

"A demora na implementação das reformas e do ambiente mais apropriado para investimentos vem ditando o ritmo lento da economia, de maneira que os preços têm-se mantido estáveis. Entretanto, o desemprego continua elevado, e os consumidores já não se apresentam tão otimistas quanto nos últimos quatro meses", avaliou o economista Antonio Everton, da CNC, em nota oficial.

 

Regionalmente, as famílias residentes no Norte do País foram as únicas a registrar avanço na intenção de compras em março ante fevereiro, com alta de 2,6%. O Centro-Oeste teve a maior queda no indicador no período, -3,8%.

 

Fonte: DCI São Paulo