Notícias de Mercado

13/03/19

Faturamento dos atacadistas em janeiro caiu 6,7%, diz Abad

O faturamento do setor atacadista distribuidor caiu 6,75% em janeiro na comparação com o mês anterior. Porém, sobre um ano antes, houve alta real de 0,9%, indicando que o consumidor gradativamente retoma o padrão de intenção de compra interrompido no início da crise econômica, em 2014.

 

Os dados são da Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores de Produtos Industrializados (ABAD), apurada pela FIA (Fundação Instituto de Administração), e mostra que, em termos nominais, houve crescimento de +4,75% em janeiro de 2019 na comparação com janeiro de 2018. Em relação ao mês de dezembro de 2018, foi registrado recuo de 6,45%.

 

“As famílias estão demonstrando confiança ainda que a taxa de desemprego permaneça em níveis altos. O mesmo acontece em relação à indústria, ao varejo e aos demais segmentos. O que vai pautar o ritmo do crescimento, contudo, é a capacidade do novo governo promover as reformas estruturantes necessárias para o país, como a previdenciária e a tributária. É isso que vai determinar a consolidação do cenário positivo”, afirma Emerson Destro, presidente da ABAD, destacando que o setor espera crescer em torno de 3% em 2019.

 

Atualmente, a entidade registra a geração de mais de 460 mil empregos diretos e cinco milhões de postos de trabalhos indiretos. Já no que diz respeito ao faturamento do setor atacadista, houve registro de incremento de 1,35% em 2018 na comparação com o ano anterior – quando o montante de capital movimentado por esse mercado estava em torno de R$ 259 bilhões, de acordo com os dados da entidade.

 

Em termos reais, o faturamento do setor cresceu 0,93% em janeiro de 2019 na comparação com janeiro de 2018. Frente ao mês de dezembro de 2018, houve queda de 6,75%.

 

Fonte: DCI