Notícias de Mercado

13/09/18

Empregos nos supermercados paulistas voltam a crescer em julho

 

Depois de um primeiro semestre com aumento de postos de trabalho abaixo do esperado, o setor supermercadista mostrou reação em julho, indo na contramão do varejo como um todo ao apresentar crescimento de 1.325 vagas, conforme dados divulgados pelo CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) e analisados pela Associação Paulista de Supermercados (APAS).

 

“Apesar de ser considerado pelo setor supermercadista um mês tradicionalmente fraco em vendas, curiosamente julho tem bons números de contratações, haja vista que, nos últimos 10 anos, só obteve perda de postos uma vez”, explicou o economista da APAS, Thiago Berka.

 

 

Fonte: Caged

 

Nos supermercados do estado de São Paulo, a capital ficou na liderança da geração de empregos com 896 vagas, seguida por Indaiatuba (298), Osasco (134), São Roque (117) e Jacareí (88).

 

 

Fonte: Caged

 

Entre as subcategorias do varejo alimentar, supermercados e hipermercados foram os que mais criaram vagas, 998 no total. Na sequência vem atacados/atacarejos (298), minimercados (50) e hortifrútis (36). “Depois de um mês de junho com redução de vagas nos atacados, estes voltaram a ter aumento de postos”, comentou Berka.

 

Fonte: Caged

 

A Pesquisa de Emprego dos Supermercados apura mensalmente o comportamento do emprego no setor supermercadista através de dados do CAGED (Cadastro Geral De Empregados E Desempregados), do Ministério do Trabalho e Emprego. São coletados dados sobre a Admissão, Demissão, Saldo Mensal e Saldo Total de funcionários ligados a atividade supermercadista, e os indicadores apontam a evolução e o comportamento do setor ao longo do tempo.

 

APAS

A Associação Paulista de Supermercados representa o setor supermercadista no Estado de São Paulo e busca integrar toda a cadeia de abastecimento. A entidade tem 1.508 associados, que somam 3.363 lojas.

 

 

Fonte: Assessoria de Comunicação da APAS