Notícias de Mercado

06/05/19

Cerveja puro malte cresce 81% em volume de consumo no Brasil

Na contramão da desaceleração da Cesta de Bebidas no Brasil, que caiu 5% em volume em 2018, as cervejas puro malte se destacaram em larga escala ao registrarem crescimento de 81% em litros vendidos, enquanto as cervejas comuns tiveram apenas 2% de aumento no mesmo período. É o que aponta um estudo da consultoria Kantar, especializada em painéis de consumo.

 

Este tipo específico de cerveja é o grande destaque da categoria e já corresponde a 10% de todo o volume da bebida comprada para consumo dentro do lar. O segmento foi consumido por 23% dos domicílios no país em 2018 atingindo mais de 12 milhões de lares, uma expansão de mais de 6 pontos percentuais em 12 meses. Além disso, o segmento também apresentou crescimento em volume médio e gasto médio, 34% e 28% respectivamente.

 

Os números são ainda maiores fora do lar, cenário que naturalmente concentra grande parte dos pedidos de cerveja. Entre as vendas de puro malte, as pessoas tendem a desembolsar R$ 27,25 quando estão em casa e R$ 42,08 fora. “O bar é o principal canal de consumo fora do lar de cervejas puro malte, representando quase metade (47,3%) das ocasiões”, analisa Giovanna Fischer, Diretora de Marketing e Consumer Insights da Kantar.

 

Depois das mesas dos bares, os locais que se destacam para o segmento são hipermercados/supermercados (16,1%) e restaurantes/fast food/pizzarias (8,6%). Ainda de acordo com o levantamento, em comparação com os outros tipos de cerveja, a puro malte é eleita entre os brasileiros que gostam do sabor, querem experimentar algo novo e têm na opção a sua bebida favorita.

 

---Sobre a Kantar---

 

A Kantar é líder global em dados, insights e consultoria, e a empresa que mais entende como as pessoas pensam, sentem, compram, compartilham, escolhem e veem. Ao combinar sua experiência sobre o conhecimento humano com tecnologias avançadas, as 30.000 pessoas que trabalham nela contribuem para o sucesso e crescimento das principais organizações do mundo. Mais informações em https://www.kantarworldpanel.com/br.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação da Kantar