Notícias

09/01/2018

Empresas de vouchers estão proibidas de cobrar taxas negativas

Foi publicada no dia 28 de dezembro de 2017, pelo Ministério do Trabalho, a Portaria nº. 1.287, que proíbe as cobranças de taxas negativas pelas administradoras de vouchers (conhecidos como cartões ou tíquetes de alimentação/refeição) junto às empresas contratantes dos serviços (beneficiárias).

Com a Portaria, as administradoras dos vouchers não poderão mais oferecer deságios às empresas que dispõem o benefício aos seus colaboradores no âmbito do Programa de Alimentação do Trabalhador, o PAT.

O presidente da Acaps, João Falqueto, explica que a prática do deságio desfavorece o varejo e afeta o bolso dos consumidores. “As administradoras compensam os deságios oferecidos às beneficiárias impondo altas taxas para os supermercados trabalharem com suas bandeiras. Aumenta-se, dessa forma, os custos da operação varejista, que incorporam o preço final dos produtos”, explica o presidente.

A Acaps, pioneira na defesa da regulação do mercado de vouchers, espera que com a medida legal as administradoras adotem uma prática mais transparente nas negociações com os varejistas, reduzindo as taxas que hoje são aplicadas.

“Estamos abertos às negociações com as administradoras, queremos atender nossos clientes da melhor maneira possível, com preços justos e comodidade”, reforça João Falqueto.